OS FUNDADORES, O CASAL COOPER

“A maravilhosa obra da pregação do Evangelho através da Palavra de Deus trazida a Suzano pelo casal de missionários americanos, Carl William Cooper e Sally (Sarah) Chambers Cooper, permanece até hoje no mesmo lugar onde se iniciou, com o Braço Forte e a Poderosa Mão de Deus abençoando-a.”

Ela, filha de pais presbiterianos, nascida, crescida e formada no Estado do Missouuri, em Matemática e Declamação. Em 1890, aos 24 anos, esteve por um período no Brasil, na condição de missionária.
Ele, natural do Estado de Illinois, filho de pais missionários e metodistas (seu pai era pastor), foi alcançado por Jesus Cristo através do então recente Salvation Army (Exército da Salvação), que começou seu trabalho nos EUA. Trabalhou no comando do Bowery Corp (Centro de Apoio), em New York, onde em 1897 conheceu a missionária Sally (Sarah), que encontrava-se nos E.U.A. recuperando-se de uma febre amarela contraída no Brasil. Casaram-se em 1898. O chamado aconteceu.
Em 1902 o casal Carl William Cooper e Sally (Sarah) Chambers Cooper, desembarcou após uma longa e esperançosa viagem, no porto de Santos. Seguiram para a Bahia como missionários e após longos e árduos trabalhos no sertão, vieram para São Paulo tendo em mente o trabalho orfanológico. Em 1906 no bairro do Belém/SP, numa modesta casa, começaram uma escola e recolhimento de crianças órfãs, onde cuidaram de quase 200 crianças.
Em 1909 informado sobre a venda de terras em Suzano, comarca de Mogi das Cruzes, Carl que era o administrador financeiro da obra, comprou com dinheiro de doações 50 alqueires de terras, dando início à obra orfanológica em Suzano, agora chamada “Blossom Home” (Lar das Flores). Com o tempo começaram a ser chamados carinhosamente de Daddy (papai) e Mother (mamãe).

A Igreja Presbiteriana

Unida de Suzano.

Como o Lar das Flores ficava um tanto distante do centro da cidade e sua capela era pequena para comportar o número de pessoas que frequentavam a EBD (escola bíblica dominical) e cultos aos domingos, o Rev. Carl, em julho de 1937 alugou um salão onde passou-se a realizar os trabalhos e, no dia 21 de julho de 1943 realiza-se a Assembleia Extraordinária para organização da Igreja Evangélica de Suzano, um trabalho indenominacional voltado apenas para a pregação da Palavra de Deus e o alcance de almas para Cristo. O trabalho cresceu muito e fez-se necessário um templo.

Em 1946 o Rev. Carl adquiriu um terreno grande, com frente para a Rua Benjamin Constant, fazendo esquina com a Rua Portugal Freixo, começando ali a construção do templo, que foi dedicado ao Senhor em 03 de fevereiro de 1948, através de um culto solene.

No ano de 1950, no dia 31 de maio, a querida Mother faleceu aos 84 anos de idade. Sentindo-se só, o Rev. Carl obteve primeiramente o apoio da Missão Hollyness do Brasil. Mais tarde, quando a Missão decidiu dedicar sua exclusiva atenção ao Oriente, tornando-se apenas Missão Hollyness Oriental, ele buscou apoio com missionários também americanos, e que dirigiam o Instituto e Seminário Bíblico de Londrina/PR, como também a obra da Igreja Missionária do Brasil.

Depois de algum tempo, reunida em Assembleia, a Igreja Evangélica de Suzano resolveu romper os laços com a Igreja Missionária. Em 1968, aos 98 anos de idade, veio a falecer o Rev. Carl William Cooper.

Paralelamente, no ano de 1959, a Igreja Presbiteriana de Guaianases, iniciou um trabalho em um dos bairros de nossa cidade, de onde originou-se a Igreja Presbiteriana de Suzano. Esta foi organizada em 13 de fevereiro de 1972, no endereço da Rua Amélia Guerra, n° 17 no bairro de Vila Amorim, com o arrolamento de 38 membros.

Após o falecimento do Daddy e da passagem do saudoso pastor auxiliar, Rev. Ercias Alves de Melo, a igreja ressentiu-se da dificuldade em convidar pastores para estarem à frente de seus trabalhos, uma vez que se tratava de um trabalho isolado, sem vínculos com as grandes denominações. Foi então que surgiu o interesse pela Igreja Presbiteriana do Brasil através do Rev. Saulo Conde (filiado à IPB, mas que já havia pastoreado a Igreja Evangélica quando esta trabalhava em conjunto com a Igreja Missionária).

Após diversos contatos mantidos com o referido pastor, em 22 de junho de 1974 realiza-se a Assembleia de Organização da “Igreja Presbiteriana Central de Suzano”, estabelecida à Rua Benjamin Constant, 579 – sob a direção da Comissão Executiva do Presbitério Paulistano (PLIS), quando foram arrolados 79 (setenta e nove) membros.

A cidade de Suzano passou assim a possuir dois trabalhos presbiterianos, até que depois de uma acurada avaliação por ambas as partes, decidiu-se pela união das duas Igrejas no dia 28 de junho de 1975 em uma assembleia conjunta, originando a Igreja Presbiteriana Unida de Suzano, que contou com 136 membros comungantes.

Esta Igreja sempre cultivou a preocupação com o trabalho Missionário (uma vez que ela mesma é fruto de Missões), com a fiel pregação da Palavra de Deus e com uma liturgia séria e conservadora.

A maravilhosa obra da pregação do Evangelho através da Palavra de Deus trazida a Suzano por um casal de missionários americanos, permanece até hoje no mesmo lugar onde se iniciou, com o Braço Forte e a Poderosa Mão de Deus abençoando-a.

43

Anos

Pregando fielmente
a Palavra de Deus